Sociedade de Pneumologia e Tisiologia
do Estado do Rio de Janeiro

logo facebook  logo twitter


ÁREA ASSOCIADOS

Email:

Senha:

Cadastre-se

 



Participe da Webmeeting de lançamento da Academia FPI, atualize-se e interaja ao vivo com os principais especialistas em Fibrose Pulmonar Idiopática do Brasil.

Acesse a área de Associados SOPTERJ com seu email e senha de sócio







“Dormir bem faz bem!”

A Associação Brasileira do Sono é responsável no mês de março pela organização em todo o território nacional de atividades voltadas para conscientizar a população com relação às doenças do sono e sua  importância para a saúde e a qualidade de vida.  Muitas pessoas são portadoras de distúrbios do sono e desconhecem esta condição. As alterações são na sua grande maioria evitáveis ou tratáveis, mas poucos o fazem por desconhecerem a presença destas anormalidades.

Aproveitando o momento estamos lembrando aos colegas pneumologistas o material de revisão excelente que dispomos no nosso site  no espaço destinado aos profissionais da saúde com tópicos sobre Apneia obstrutiva do Sono e um material voltado  para o público em geral no Espaço Respirar. 

Seguem também 2 links da Associação Brasileira do Sono, que dão acesso à cartilha do Sono e  a outras informações.
Boa leitura.
Sopterj.



Tópicos em Apneia Obstrutiva do Sono - Dr. Gunther Kissmann - Pneumologista

  1. Apneia Obstrutiva do Sono: Como identificar – Parte I
  2. Apneia Obstrutiva do Sono: Como identificar – Parte II
  3. Apneia Obstrutiva do Sono: Como tratar – Parte I
  4. Apneia Obstrutiva do Sono: Como tratar – Parte II


*Cartilha do sono

*Semana do sono



Programação Científica e a Radiologia Torácica do Rio de Janeiro

É com grande prazer que conseguimos finalizar uma das mais importantes etapas do Pneumo in Rio 2017: a programação científica. Ela foi elaborada com esmero e dedicação pela Comissão Científica do Congresso composta da profa. Fernanda Carvalho de Queiroz Mello, profa. Patrícia de Andrade Meirelles, prof. Gleison Guimarães, prof. Fernando Pacheco, prof. Rafael Martins e dr. Renato Abelha, com a participação das Universidades Públicas do Estado do Rio (UERJ, UFRJ, UFF, UNIRIO), dos Coordenadores de Departamentos e Comissões da SOPTERJ e da SPES. Eles concluíram a programação ouvindo e recebendo as sugestões de outros colegas num período de aproximadamente 1 ano.

Não houve limites ou cerceamentos. A proposta foi de que a programação fosse bem atual e útil, para as atividades do dia-a-dia, e que pudessem divulgar a ciência básica, translacional e clínica na área respiratória. Ou seja, contemplar muitos pré-requisitos. Felizmente, o Estado do Rio de Janeiro possui o que é de mais desafiador e difícil de se conseguir: a qualidade dos recursos humanos na área respiratória. Para isso, temos os mais importantes Centros de Treinamentos em Pneumologia do Brasil. Isso foi construído por muitos. Nessa nossa apresentação falarei de uma área: a Imagem Torácica.

O Rio de Janeiro possui um grupo de médicos radiologistas de reconhecimento internacional, pela publicação científica robusta em revistas de alto impacto (WebQualis > B1) e de estudos inovadores apresentados em Congressos, Encontros e Simpósios nas áreas de saúde respiratória e de imagem. Esses cientistas e professores trazem contribuições que marcam a vida acadêmica e profissional. Assistir os profs. Domenico Capone, Edson Marchiori, Mauro Esteves, Luz Flavio Skinner, Armando Leão e Roberto Mogani e as profas. Miriam Menna Barreto e Rosana Rodrigues, dentre outros, fazem parte das boas lembranças das atividades acadêmicas.

Eles são frutos do aprendizado e convivência nos Congressos Médicos com os outros renomados do Estado do Rio de Janeiro, como os Profs. Waldir De Lucca, Nicola Caminha, Waldir Maymone, Luiz Felippe Mattoso, Amarino de Carvalho. Todos eles são a expressão na Medicina de um dos maiores cientistas brasileiros, o prof. Manoel Dias de Abreu, o inventor da “abreugrafia”.

Essa é uma das características do Estado do Rio de Janeiro, a tradição acadêmica, a responsabilidade de formar os melhores técnicos, a capacidade de inovação e a contestação do “status quo”, atribuições necessárias para a distinção na formação profissional. Conversaremos também sobre outras áreas de conhecimento durante esse ano.

Assim, convido vocês a apreciarem a programação científica divulgada no site.

http://www.pneumorio.com.br/
28 A 30 DE SETEMBRO DE 2017
CENTRO DE CONVENÇÕES SULAMÉRICA


Um fraterno abraço,
Comissão Executiva do Pneumo in Rio 2017



Caros colegas,
segue material muito útil enviado pelo Dr. Jorge Eduardo Pio, a quem agradecemos a colaboração.

"Pneumologista conheça mais sobre a incidência de tuberculose na sua região e participe das ações de controle"


Prezados colegas, necessita de dados de tuberculose para sua pesquisa? Acesse um dos links abaixo! O Tabnet é um aplicativo público, desenvolvido pelo DATASUS, que permite tabular dados de interesse da saúde via Internet.

Município do Rio de Janeiro
http://tabnet.rio.rj.gov.br/cgi-bin/dh?sinan/definicoes/tuberc2007.def

Estado do Rio de Janeiro
http://sistemas.saude.rj.gov.br/tabnet/deftohtm.exe?sinan/tuberculosef.def

Brasil
http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203&id=31009407&VObj=http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sinannet/cnv/tuberc


Nos dias 5 e 8 de setembro é celebrado o Dia Nacional e Mundial, respectivamente, de Conscientização e Divulgação da Fibrose Cística, que atinge um em cada 10 mil nascidos, tendo o Brasil cerca de 4 mil pessoas em tratamento.

O mês de setembro foi escolhido porque no dia 8 em 1989, o gene causador da doença foi descoberto. Neste mês o Instituto Unidos pela Vida http://unidospelavida.org.br em parceria com associações de assistência de todo o Brasil, estará promovendo campanhas voltadas para esta doença genética, que atinge um em cada 10 mil nascidos, estando no Brasil cerca de 4 mil pessoas em tratamento.

A Fibrose Cística não tem cura, mas o diagnóstico precoce, realizado com o Teste do Pezinho e um plano de tratamento abrangente, ajudam a conter seus sintomas e a melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Considerando que o comprometimento pulmonar é responsável pela maior incidência de morbimortalidade dos pacientes, é importante que o pneumologista esteja atualizado em relação à Fibrose Cística, por isto nossa preocupação em disponibilizar este material no site da SOPTERJ voltado para os profissionais médicos e para o público em geral visando facilitar o acesso a informações sobre o tema.

Para esta campanha contamos com o apoio da Dra. Mônica Firmida (professora da Faculdade de Ciências Médicas da UERJ, membro da equipe multiprofissional que acompanha adultos no RJ), profunda conhecedora do assunto, a quem agradecemos imensamente pelo material por ela elaborado e também por ter dividido conosco sua experiência, ideias e sugestões. Agradecimento especial também ao nosso web designer Caique Nunes sempre enriquecendo e complementando nossas ideias.

Acessem
http://www.sopterj.com.br/respirar/ Perguntas e respostas sobre Fibrose Cística/
Entrevista sobre Fibrose Cística Dra. Mônica Firmida/ ONG Unidos pela Vida.

http://www.sopterj.com.br/profissionais/ Fibrose Cística-Revista do Hospital Universitário Pedro Ernesto/ Fibrose Cística no adulto: aspectos diagnósticos e terapêuticos/ ONG Unidos pela Vida/ Perguntas e respostas sobre Fibrose Cística/ Entrevista sobre Fibrose Cística Dra. Mônica Firmida/ ONG Unidos pela Vida.

Não deixem de curtir, compartilhar e divulgar nossa página oficial no Facebook
www.facebook.com/sopterj.oficial

Boa leitura.

Rená Simões Geraidine Clemente
Secretária de Divulgação da SOPTERJ


Fibrose Cística-Revista do Hospital Universitário Pedro Ernesto
http://revista.hupe.uerj.br/default.asp?ed=20

Fibrose cística no adulto: aspectos diagnósticos e terapêuticos
Artigo de Revisão do Jornal Brasileiro de Pneumologia- SBP- Autores: Paulo de Tarso Roth Dalcin; Fernando Antônio de Abreu e Silva
http://www.jornaldepneumologia.com.br/audiencia_pdf.asp?aid2=697&nomeArquivo=2008_34_2_8_portugues.pdf

Perguntas e respostas sobre Fibrose Cística
Colaboração: Dra. Mônica Firmida - Pneumologista pediátrica do Hospital Federal de Bonsucesso, professora da Faculdade de Ciências Médicas da UERJ.

Entrevista sobre Fibrose Cística Dra. Mônica Firmida
https://m.youtube.com/watch?v=EGNCUbXLcUY


Em 29 de agosto se comemora O Dia Nacional de Combate ao Fumo, que tem como objetivo reforçar as ações de sensibilização e mobilização da população para os danos sociais, políticos, econômicos e ambientais causados pelo tabaco.
A epidemia global do tabaco mata quase 6 milhões de pessoas por ano. Destas, mais de 600 mil são fumantes passivos.
Se nada for feito, estão previstas mais de 8 milhões de mortes por ano a partir de 2030. Mais de 80% dessas mortes evitáveis atingirão pessoas que vivem em países de baixa e média rendas.
No Brasil, desde 1989, o INCA é o responsável pela divulgação e elaboração do material técnico para subsidiar as comemorações com relação à data em níveis federal, estadual e municipal.
Em 2016 o tema escolhido para a campanha "#MostreAtitude: sem o cigarro sua vida ganha mais saúde", foi o esporte, devido aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.
A prática de esportes e atividades físicas em geral é importante na prevenção da iniciação do Tabagismo, ajudando a manter os jovens longe do tabaco, e fundamental como forte aliado no processo da cessação do tabagismo.

Com relação a este tema, sugerimos o material “Caminhar pela vida, correr do cigarro” do Dr. Alberto José de Araújo, (comissão de tabagismo da SOPTERJ, coordenador do NETT- UFRJ e membro da comissão de tabagismo da SBPT), que se encontra em 3 partes acessíveis nos links abaixo.

http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=125396
http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=125398
http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=125400

Não deixem de visitar, curtir e compartilhar a página oficial da Sopterj no Facebook. www.facebook.com/sopterj.oficial

Abraços

Gilmar Alves Zonzin
Presidente da SOPTERJ

Rená Simões Geraidine Clemente
Secretária de Divulgação da SOPTERJ


Clique na imagem acima para acesso as informações



 

O Dia Mundial sem Tabaco, comemorado anualmente em 31 de maio, foi criado em 1987 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como um alerta sobre as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo. A epidemia global do tabaco mata quase 6 milhões de pessoas por ano. Destas, mais de 600 mil são fumantes passivos.

Se nada for feito, estão previstas mais de 8 milhões de mortes por ano a partir de 2030. Mais de 80% dessas mortes evitáveis atingirão pessoas que vivem em países de baixa e média rendas.

No Brasil, desde 1989, o INCA é o responsável pela divulgação e elaboração do material técnico para subsidiar as comemorações em níveis federal, estadual e municipal.

Para 2016, a OMS definiu como tema as embalagens padronizadas de cigarro e correlatos para ser trabalhado internacionalmente.

Ter embalagens padronizadas significa que todas as embalagens de cigarro e outros produtos de tabaco passam a ser iguais, seguindo um padrão definido pelo governo, que determina forma, tamanho, modo de abertura, cor, fonte, mantendo-se apenas o nome da marca. Nesta embalagem não existem logotipos, design e textos promocionais. São mantidas as advertências sanitárias sobre os malefícios do tabagismo, exigidas pelo Ministério da Saúde, e o selo da Receita Federal.

A Australia http://news.bbc.co.uk/2/hi/asia-pacific/8650520.stm, desde 2012 vem adotando este sistema e em fevereiro de 2016, foi apresentado um relatório que demonstrou que a medida foi responsável por 25% da queda na prevalência de fumantes, que caiu de 19,4% para 17,2% nos últimos três anos.

Acredita-se que os efeitos dessa política tenda a crescer ao longo do tempo e muitos países já estão aderindo a esta prática, que é sem dúvida mais um grande passo na luta contra o tabagismo.

Baixe aqui os arquivos das apresentações:

Tabagismo - Você conhece os riscos?
Narguilé: um novo modismo de um velho derivado do tabaco


 

Um fosso crescente no território do controle do tabaco

(Tradução livre do Editorial Original: A growing gulf in the terrain of tobacco control)
obs. os grifos e marcações são nossos!
Link da matéria original em inglês: http://www.thelancet.com/

The LANCET
Maio 28, 2016

O tema para o Dia Mundial Sem Tabaco em 31 de maio, uma iniciativa anual da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Secretariado da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (FCTC), é a adoção da embalagem simples dos produtos do tabaco.

A embalagem simples proíbe o uso de logotipos, cores e rotulagem promocional sobre os cigarros e o tabaco enrolado à mão e obriga a advertências gráficas de saúde com maior destaque.

Na Convenção Quadro para o Controle do Tabaco, o tratado internacional juridicamente vinculativo para reduzir o uso do tabaco assinado por 180 nações, a proibição de embalagens com as cores e logotipos das marcas de cigarros é considerada uma estratégia fundamental de redução da demanda.

Em 31 de maio, a OMS insta os países signatários da Convenção Quadro a "se preparar" para a adoção da embalagem simples, seguindo o exemplo da Austrália, que introduziu embalagens simples em 2012 e tem visto desde então declínio no tabagismo.

A França, Irlanda e Reino Unido irão em breve exigir embalagem simples, e no Canadá, Índia, Nova Zelândia, África do Sul e outros países europeus estão considerando a adoção de leis mais duras para as embalagens para os produtos de tabaco.

A embalagem simples é um grande passo à frente no caminho para reduzir o uso do tabaco e seus riscos associados para a saúde. Mas não tem sido um caminho fácil. O Governo da Austrália gastou AUS $50 milhões lutando em uma batalha judicial contra a gigante do tabaco Philip Morris, que argumentou que as embalagens simples ameaçavam a propriedade intelectual da empresa.

A filial francesa da Imperial Tobacco está planejando uma ação similar. No mês passado, no entanto, a Corte Europeia de Justiça afirmou que a nova legislação da União Europeia (UE) em embalagem simples e uma futura proibição de cigarros mentolados eram legais. E no dia 19 de maio, um tribunal superior em Londres deu veredicto contrário a apelação de quatro grandes empresas de tabaco que questionavam o movimento da embalagem simples violava a legislação no Reino Unido e na União Europeia. Estas vitórias recentes contra Big Tobacco são outro triunfo para a saúde pública. No entanto, elas também colocam em foco gritante a enorme diferença entre os países na adoção de políticas de controle do tabaco.

Para a maior parte dos países de menor ingresso econômico do mundo, a implementação dos compromissos acordados na Convenção Quadro tem sido incrivelmente lenta e pode estar em risco de estagnar. Os países menos aderentes ao tratado são muitas vezes aqueles com as maiores taxas de consumo do tabaco, o que se agrava com o aumento de doenças e os crescentes custos da carga tabágica relacionada.

A Organização Pan-americana de Saúde (OPAS), por exemplo, divulgou um relatório na semana passada revelando um quadro de desigual progresso no controle do tabaco entre as Américas. Apenas 17 dos 35 países membros da região têm espaços públicos e de trabalho livres de fumo, e só cinco já proibiram a publicidade e o patrocínio do tabaco. Apenas 16 países têm adotado advertências gráficas de saúde completas. A tributação do tabaco é a estratégia de cessação e prevenção mais eficaz, mas apenas uma nação americana implementou medida acordada do tratado. Embora 12 países tenham adotado algum tipo de imposto sobre o tabaco, apenas o Chile tem quotizações de impostos superior a 75% do preço de venda no mercado de cigarros. Os EUA ainda precisam ratificar a Convenção Quadro.

O progresso na África e Ásia, mercados-chave para as empresas de tabaco onde a epidemia pode estar piorando, onde há nações igualmente pobres, como foi documentado em uma série na revista The Lancet no ano passado.

Fumar continua a ser a principal causa de doenças evitáveis e morte precoce. É o fator de risco comum único para as principais doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), cujos encargos estão explodindo nos próprios países onde o consumo de tabaco permanece, em grande parte, inabalável. Sem a implementação mais completa da Convenção Quadro, nenhum país alcançará a meta global de redução de 30% na prevalência do uso do tabaco em 2025, nem contribuirá substancialmente para a redução de um terço das mortes prematuras por DCNT alvo do Desenvolvimento Sustentável metas.

As medidas básicas da Convenção Quadro - proibições de publicidade, espaços livres de fumo, advertências gráficas e tributação - são eficazes e custam pouco. Assim, a falta de implementação não é uma questão de recursos financeiros, é política.

Superar a incapacidade de galvanizar a vontade política de lutar pelo controle do tabaco deve ser o verdadeiro foco do Dia Mundial Sem Tabaco.

Embora sejamos encorajados por e celebrar o progresso que diversos países têm feito para limitar o apelo do tabaco através do uso de embalagens simples, a comunidade global deve permanecer vigilante para assegurar uma implementação robusta e até mesmo da estratégia em todos os países. A Convenção Quadro supõe que os países signatários adotem políticas e práticas para lutar contra o tabaco. Renovamos o nosso apelo para uma convocação de uma reunião de cúpula de alto nível da ONU sobre o controle do tabaco, com mecanismos de responsabilização mais fortes, que possam preencher a lacuna entre os países na pista e fora da pista por um mundo livre de tabaco.


Você pode controlar sua Asma!!!

                           

3 de Maio de 2016  "Dia Mundial da Asma".

   

A asma é uma doença crônica comum, subdiagnosticada e subtratada, que afeta cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo.

Atingindo crianças e adultos e sendo potencialmente grave, a asma pode ser controlada garantindo ao paciente uma qualidade de vida normal com o tratamento correto e acompanhamento através de consultas médicas regulares.

Existem muitos mitos, preconceitos e principalmente desconhecimento com relação a ela e aos medicamentos usados, o que dificulta muito que se siga corretamente o tratamento, por este motivo é fundamental a educação do asmático com relação a sua doença.

A SOPTERJ está  promovendo uma campanha educativa com informações sobre essa doença, com diversos pneumologistas que estarão apresentando palestras ao público em diferentes locais do estado.

As atividades estão previstas na cidade do Rio de Janeiro (Copacabana, Campo Grande, Meier e Tijuca), em Niterói, Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Itaperuna, Petrópolis, Teresópolis e Volta Redonda.

As palestras vão acontecer no primeiro final de semana (07/05) depois do Dia Mundial do Combate à Asma (03/05).      

 




“O inverno está chegando e com ele as doenças respiratórias”

“Winter is coming!” A chamada faz alusão à expressão repetida com frequência numa famosa série da televisão, quando os personagens sinalizam a chegada do inverno como período de grandes problemas e dificuldades. A ela, poderíamos acrescentar: e com ele as doenças respiratórias!

A chegada do inverno é motivo de apreensão para muitas pessoas em função das doenças que surgem ou se agravam neste período. Dentre estas doenças se destacam as doenças respiratórias e em especial a Gripe.

A Gripe ou Influenza é uma doença viral, aguda do aparelho respiratório, que provoca febre, tosse, dor de garganta, dores no corpo e mal estar. Geralmente benigna e autolimitada, pode em alguns casos extremos especialmente em crianças, idosos e em alguns grupos de risco, evoluir com complicações levando à internação hospitalar e até mesmo ao óbito.

A SOPTERJ preparou um material sobre este tema, disponível em seu site, esclarecendo algumas dúvidas frequentes, como a diferença entre Gripe e Resfriado, complicações da Gripe, grupos de risco, tratamento, vacinação e prevenção em geral.




      Dia 24 de março, é o “Dia Mundial de Combate a Tuberculose”. A data foi escolhida em homenagem aos 100 anos do anúncio do descobrimento do bacilo causador da Tuberculose, ocorrida em 24 de março de 1882, pelo médico Robert Koch. Este foi um grande passo na luta pelo controle e eliminação da doença que, na época, vitimou grande parcela da população mundial.

       A campanha tem como meta orientar a população, divulgar os sintomas da tuberculose e encorajar as pessoas com suspeita de contágio a buscarem uma unidade de saúde para realização do exame – oferecido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS),e sobretudo, convencê-las da importância de completar o tratamento. A tuberculose atinge principalmente os pulmões, mas pode ocorrer em outras partes do nosso corpo, como nos gânglios, rins, ossos, intestinos e meninges.

Saiba mais sobre Tuberculose:


  • Você sempre quer dormir mais cinco minutinhos quando toca o despertador?
  • Vive pegando mais uma xícara de café?
  • Adoraria ter uma noite bem dormida?

 Então pare de bocejar porque 18 de março de 2016 é comemorado o
Dia Mundial do Sono, dia de sonhar grande!

O Dia Mundial do Sono é um evento global anual para chamar a atenção quanto à importância do sono.
O tema deste ano é  "Dormir bem é um sonho possível“.
O sono pode ser definido de uma forma simples como um período de descanso para o corpo e a mente.
Muitas pessoas são portadoras de distúrbios do sono e desconhecem esta condição. As alterações do sono na sua grande maioria são evitáveis ou tratáveis, mas poucos se tratam, por desconhecerem a presença destas anormalidades.
Se pelas manhãs você já acorda cansado, se você ronca ou dizem que você parece parar de respirar durante o sono, isto pode ser sugestivo de que você tem Apneia do Sono.
A APNEIA DO SONO, caracterizada por paradas respiratórias durante o sono, é uma das causas mais comuns do sono de má qualidade.

            Se o sono não é bom, a qualidade de vida também não é.

Tópicos em Apneia Obstrutiva do Sono - Dr. Gunther Kissmann - Pneumologista



Doenças Pulmonares Fibrosantes
Revista Pulmão RJ - 2013 - volume: 22 - nº 1








 

Ana Maria Braga diz que descobriu câncer no pulmão em estágio inicial

Apresentadora conta que tomou remédio para parar de fumar e fez cirurgia.
'Fumei durante muitos anos e parei esse ano, em uma circunstância terrível.'

Leia mais

 

 

 

DEZEMBRO 2015 - Revista - Pulmão RJ

Ano 2015
Volume: 24
Número: 3

Revista Completa



DIRETORIA DA SOPTERJ BIÊNIO 2015 / 2017

Ocorreu dia 14 de outubro de 2015, quarta-feira, às 19:30 horas a eleição da Diretoria da SOPTERJ Biênio 2015/2017. Acesse[...]

Leia mais



Parceria SBPT e ASTRAZENECA

Nova opção terapêutica para o tratamento de manutenção da asma

De acordo com a Iniciativa Global contra a Asma (GINA), os pacientes são sintomáticos se pelo menos uma vez nas últimas quatro semanas apresentam: sintomas diurnos mais de duas vezes por semana, despertares noturnos, uso de medicamentos de resgate mais de duas vezes por semana ou se a asma estiver limitando as suas atividades. Os sintomas prolongados podem comprometer significativamente a vida diária dos pacientes.

Leia mais



Evolução dos ativos financeiros da SOPTERJ em 2015


Clique para ampliar

Evolução financeira consolidada da SOPTERJ no biênio outubro/2013-outubro/2015 acrescida dos resíduos contábeis do Congresso de Pneumologia de Penedo.



Atualização Tratamento da Fibrose Pulmonar

Atualização do consenso da ATS, ALAT, ERS, JRS acabou de ser liberado: NEW Treatment Guidelines 4 Idiopathic #Pulmonary Fibrosis #IPF Released by Respiratory Societies

Leia mais



Confira a galeria de fotos do XV Congresso de Pneumologia e Tisiologia do Estado do Rio de Janeiro realizado entre 18 e 20 de junho de 2015 - City Park Hotel - Penedo/RJ



 

Agenda de Eventos 2015

Mantenha-se informado do que acontece em Pneumologia e Tisiologia. A SOPTERJ disponibiliza a Agenda de Eventos, com programação dos Cursos, Congressos, Reuniões, etc.

Agenda SOPTERJ 2015

Canal Youtube SBPT