Sociedade de Pneumologia e Tisiologia
do Estado do Rio de Janeiro

logo facebook  logo twitter

 
Home >> Glossário >> G

Glossário



A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - Y - X - W - Z

Gasometria arterial ou venosa

Gasometria é um exame de sangue realizado através da punção de uma artéria ou veia para avaliar a quantidade de oxigênio (O2), gás carbônico (CO2), pH e Bicarbonato de Sódio.

Sua análise perrmite avaliar a acidez do sangue e a eficiência da troca gasosa dos pulmões.

Alguns aparelhos permitem avaliar também alguns sais presentes no sangue.

Gripe

Conceito

A gripe, cientificamente conhecida como influenza, é uma infecção respiratória altamente contagiosa, causada pelo vírus Influenza.

Existem três tipos de vírus da gripe, chamados vírus Influenza tipos A, B e C, que sofrem constantes mutações, ou mudanças na sua estrutura antigênica, bem como sua conversão em novas cepas ou "raças" (como se fossem outros vírus diferentes); por isso, a cada ano podemos contrair uma nova infecção gripal.

A disseminação anual destes vírus, tipicamente acontece durante os meses de inverno e está associada a epidemias de gripe. Durante estas epidemias, até 40% da população de uma comunidade pode desenvolver um caso de gripe no período de poucas semanas.

A natureza mutável, inconstante, "esperta" do vírus, associada ao risco de desenvolver complicações potencialmente fatais, faz da gripe a maior ameaça da saúde pública.

Contágio

Os vírus da gripe disseminam-se principalmente pelo ar que respiramos. Tais vírus difundem-se por gotículas produzidas durante a tosse, espirros e ao falar e também pela auto-inoculação após contato das nossas mãos com superfícies (toalhas, corrimãos, maçanetas etc.) previamente contaminadas com secreções respiratórias de pacientes com gripe.

Estes vírus são facilmente espalhados nos mais diversos ambientes, tais como supermercados, lojas, teatros, cinemas, aviões, escolas, ambientes de trabalho etc.

Sintomas

A pessoa com gripe apresenta, geralmente de forma súbita, febre, calafrios, dor de cabeça, tosse seca, coriza, dor de garganta, dores musculares e, freqüentemente, fadiga extrema e mal-estar intenso de vários dias, com mais de uma semana de duração.

Embora náuseas, vômitos e diarréia possam acompanhar a gripe, especialmente em crianças, os sintomas gastro-intestinais não são sintomas proeminentes.

Proeminentes

As principais complicações da gripe são a pneumonia e a síndrome de Reye. Outras complicações são sinusite, otite média, descompensação do diabetes mellitus, piora de doenças pulmonares crônicas, insuficiência cardíaca ou arritmias cardíacas.

A síndrome de Raye

O uso de ácido acetil salicílico (AAS ou aspirina), em crianças pequenas com gripe ou catapora, raramente pode provocar uma complicação extremamente grave, caracterizada por lesões cerebrais e do fígado, com índice de mortalidade elevada, chamada síndrome de Reye, cuja causa ainda é desconhecida.

A gripe em crianças

A gripe em crianças tem algumas características especiais:

Crianças em idade escolar e adolescentes apresentam sintomas similares aos adultos. Porém, as crianças costumam apresentar febre mais alta.
Os pré-escolares apresentam quadros de gripe semelhantes a outras infecções virais respiratórias.
Em crianças pequenas todo episódio febril deve ser atendido pelo pediatra. Crianças maiores devem ser consultadas se os sintomas forem intensos ou persistentes. Em geral, se você tem alguma dúvida acerca da saúde do seu filho, consulte seu médico.

Tratamento

O tratamento consiste em repouso, beber muitos líquidos e tomar medicamentos como acetaminofen ou dipirona, para aliviar a febre, a dor e o desconforto.

Descongestionantes, anti-histamínicos e drogas antivirais podem também ser receitados pelo médico.

Prevenção

A gripe é prevenida da seguinte forma:

Vacinas
Desde a década de 40, a vacina da gripe representa a melhor maneira de preveni-la ou diminuir sua severidade.

A vacina é aplicada via intramuscular, e produz uma proteção de alguns meses a um ano. O melhor tempo para tomar a vacina é em março, abril e começo de maio, para nosso hemisfério, porém a vacina pode ser dada em qualquer momento da estação da gripe, inclusive quando a disseminação do vírus já tenha se iniciado naquela comunidade.

O fato de que os vírus da gripe mudam continuamente é uma das razões para se tomar a vacina todos os anos. Outra razão é que os anticorpos produzidos pela pessoa diminuem com o tempo, chegando a níveis baixos um ano após a vacinação.